Dicas de verificação caso sua NFC-e não esteja funcionando

Dicas de verificação caso sua NFC-e não esteja funcionando

A implementação do sistema de NFC-e já está nas fases finais na maioria dos estados brasileiros, com a grande maioria dos estabelecimentos já adaptados e funcionando normalmente com este sistema. Os benefícios da NFC-e não se limitam ao fisco, que tem muito mais controle sobre todo a fiscalização, mas também para o usuário, que hoje não precisa mais se preocupar com homologação de hardware e software, uso de ECF, redução Z e leitura X, além de poder usar qualquer tipo de impressora para seu negócio e não ser dependente de papéis com durabilidade prolongada garantida.

O fato de ser um sistema online também permite maior agilidade no envio dos documentos ao fisco, e traz vantagens até mesmo para o consumidor, que pode consultar uma lista sempre atualizada de suas notas na SEFAZ (em estados onde exista a identificação individual do gasto). Existe, porém, um lado negativo nesta comunicação em tempo real.

O fato de que o sistema deve estar sempre conectado o torna vulnerável a instabilidades de conexão, o que pode fazer com que algumas notas sejam geradas localmente, mas não enviadas aos servidores da SEFAZ imediatamente.

Para estas notas, existe a possibilidade do chamado “envio em contingência”, que é a retenção da nota dentro do sistema local enquanto este aguarda o restabelecimento da conexão para prosseguir com o envio do documento. Para situações como esta, os governos geralmente estabelecem um prazo de 24 horas para o envio das notas em estado de contingência, havendo o risco da rejeição das mesmas caso sejam enviadas após este prazo.

Para evitar problemas desta natureza é sempre importante criar o hábito de monitorar alguns elementos fundamentais para o funcionamento do processo. O status do sinal da Internet, por exemplo, é um ponto que jamais pode ser ignorado. Quedas momentâneas de sinal são normais até certo ponto, mas interrupções prolongadas merecem sua atenção e eventualmente, contatos com o provedor.

Outro ponto que deve ser conferido com regularidade é o próprio sistema de emissão, que pode gerar as notas mas apresentar falhas de envio, incorrendo no mesmo problema perante a SEFAZ. Também é importante pensar em soluções como no-breaks para evitar problemas de envio por conta de queda de força, assim como é sempre recomendável fazer uma boa manutenção de seu hardware, para prevenir perdas por falhas críticas de sistemas. Seguindo dicas como estas, sua empresa pode fazer negócios com segurança e garantir sua prestação de contas aos órgãos competentes.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *