4 dicas de verificação caso seu emissor SAT não esteja funcionando

4 dicas de verificação caso seu emissor SAT não esteja funcionando

Como maior centro de geração de volume de transações comerciais, o estado de São Paulo, ao adotar o sistema de CF-e, optou por implantar um sistema de apoio chamado SAT, um hardware que conta com tecnologia embarcada criado especificamente para o processamento local de notas e gerenciamento de seus envios.

Diferentemente do que ocorre em outros estados, o SAT não faz o envio em tempo real para os servidores, enviando blocos de informações que são acumulados durante algumas horas. Este processo ajuda a evitar excesso de tráfego na Secretaria da Fazenda, melhorando o fluxo de envios e recebimentos de uma forma geral. Este sistema, porém, não é imune a falhas.

Existem algumas situações que podem levar o SAT a ficar sem comunicação com a SEFAZ, o que automaticamente impede o registro das notas junto ao órgão responsável. Confira abaixo algumas circunstâncias em que isso pode ocorrer:

Queda de sinal da Internet: os leds no próprio SAT indicam a falta de comunicação; neste caso, é importante verificar se o problema é permanente ou apenas devido a uma oscilação do provedor.  Busque acompanhar o progresso do sinal do sistema para evitar longos períodos de ausência de contato, o que pode comprometer a situação da empresa junto ao fisco.

Queda de energia elétrica: um problema que pode comprometer até a própria venda, a falta de energia pode ser particularmente prejudicial em caso de interrupção justamente no ato do processamento e envio da nota. Para isso é sempre importante contar com o apoio de um no-break para evitar problemas; igualmente, convém retirar relatórios de envio em casos de oscilações, para providenciar a correção de eventuais notas com erros.

Bloqueios do SAT: períodos extensos de falta de comunicação podem levar ao bloqueio do aparelho; caso isso ocorra, basta colocá-lo em conexão online novamente para que ele possa concluir os envios em contingência. Caso em seu estabelecimento persista a falta de sinal, é recomendado conectá-lo a um outro ponto de Internet apenas para realizar os envios pendentes.

Danos irreparáveis: em caso de eventos desastrosos que impedem por completo o uso do SAT, o melhor procedimento é enviar as notas de segurança em até dez dias, comunicando a SEFAZ do problema, para evitar prejuízos fiscais à empresa.

A dependência de conexão do SAT com a SEFAZ pode gerar algumas dificuldades para o empresário em caso de interrupção de comunicação, mas seguindo procedimentos corretos, seu estabelecimento fica protegido contra imprevistos que possam dificultar sua operação e a manutenção de suas obrigações fiscais.

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *