Goiás conclui implantação da NFC-e

Goiás conclui implantação da NFC-e

Como já é do conhecimento da maioria, desde junho de 2016 o estado de Goiás tem se adequado em seu calendário específico ao uso da NFC-e (Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica) substituindo assim o Emissor de Cupom Fiscal (ECF).

Em janeiro de 2018 os optantes pelo Simples Nacional foram integrados a nova obrigatoriedade, fechando assim o calendário de implantação do documento eletrônico para o varejo em Goiás.

A título de curiosidade, no estado de Goiás atualmente são emitidas cerca de 2 milhões de notas do consumidor diariamente.

Relembrando, algumas das tantas vantagens da NFC-e para o contribuinte

  •         Dispensa de homologação do software pelo fisco;
  •         utiliza uma impressora comum;
  •         Redução os custos tanto na implantação quanto na manutenção;
  •         menos burocracia no processo fiscal;
  •         Transmissão online da NFC-e;
  •         Simplificação das obrigações e auditorias fiscais.

Vantagens para o Cliente

O consumidor poderá consultar o documento fiscal online a qualquer tempo, utilizando a chave de acesso da nota por meio do site ou QR Code através de aplicativo de celular.  A tecnologia da NFC-e (Nota Fiscal do Consumidor Eletrônica) entrega maior segurança e transparência para o consumidor.

 

Como emitir NFC-e?

A SEFAZ – GO reitera que para passar a emitir a NFC-e a empresa deve, primeiramente, se cadastrar no site www.nfce.go.gov.br . Depois, deve cessar o Emissor de Cupom Fiscal (ECF-e), cuja baixa deve ser solicitada junto à Delegacia Regional de Fiscalização da circunscrição do contribuinte. Confira aqui os passos que devem ser seguidos para a adoção da NFC-e.

Se precisar de mais informação sobre a emissão de NFC-e. Fale conosco aqui 

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *